27/02/11

Um negócio da China

O Governo quer que a profissão dos indivíduos passe a constar no Cartão de Cidadão. Estará já a contabilizar os prometedores lucros com uma emissão de novo cartão sempre que um cidadão se vir forçado a alterações?

Pensar que em 2008 paguei por um novo cartão de contribuinte, e apesar de três anos passados, continuar à espera da sua emissão faz-me prever os custos para os portugueses (e os atrasos na emissão do cartão) após cada uma das prováveis alterações profissionais...

26/02/11

Anyone who does not love me does not deserve to live

Qunto deve cada português?

clique na imagem para obter os dados actuais

€ 16.233,91 - valores em Fevereiro/11.

Nas prioridades dos vizinhos

Ganha o ministro com um desvio forçado da ambulância...
clique na imagem para aceder à notícia


Um elemento do Corpo de Segurança Pessoal do ministro da Justiça retirou uma ambulância parada na via pública em serviço de urgência, para passar com o carro de Alberto Martins, quando os técnicos do INEM prestavam socorro a uma idosa que estava a sofrer um enfarte e que mora a vinte metros do ministro.

Negócio é negócio e conhaque é conhaque

Sabemos que o transporte se alargou aos táxis por insuficiência na resposta das Coorporações. Mas pergunto-me como ultrapassaram essa questão já com as ambulâncias em vantagem após terem reabsorvido o negócio!



O pagamento do transporte de doentes pode vir a colocar em causa o financiamento de dezenas de corporações de bombeiros. A exemplo de Vinhais a maioria vive quase e exclusivamente desse serviço...

Portugal - o país dos generais sentados

“(…) o Ministério da Defesa não é capaz de tomar decisões e “os militares têm uma cultura de status quo, em que as posições-chave são ocupadas por carreiristas que evitam entrar em controvérsias”. O embaixador sublinha ainda que o dinheiro na Defesa é gasto de forma imprudente e que Portugal tem mais almirantes e generais por soldado do que quase todas as outras forças armadas. (…)”
clique na imagem para aceder ao vídeo
imagem aqui

O desejo de ter brinquedos caros

“(…) “No que diz respeito a contratos de compras militares, as vontades e acções do Ministério da Defesa parecem ser guiadas pela pressão dos seus pares e pelo desejo de ter brinquedos caros. O ministério compra armamento por uma questão de orgulho, não importa se é útil ou não. Os exemplos mais óbvios são os seus dois submarinos (actualmente atrasados) e 39 caças de combate (apenas 12 em condições de voar)”(…)”

“(…)“Complexo de inferioridade”

Depois, o diplomata diz que Portugal sofre de um complexo de inferioridade e que tem a percepção de que é mais fraco do que os aliados, acabando por gastar em submarinos dinheiro que faz falta noutras áreas. E dá o exemplo de que Portugal tem poucos navios patrulha para a defesa do litoral e para lutar contra o narcotráfico e a imigração e pescas ilegais. “Com 800 quilómetros de costa e dois arquipélagos distantes para defender, os submarinos alemães comprados em 2005 não são o investimento mais sensato” (…) ” Ler mais...

Medicamentos podem baixar...

A revisão anual (?) dos preços dos medicamentos vai permitir reduzir a conta da farmácia já em Abril e o secretário de Estado da Saúde revelou que a "despesa do SNS com medicamentos também tem vindo a baixar".

Clique aqui para ouvir Óscar Gaspar mas antes conheça o caso deste utente que no prazo inferior a um mês pagou mais € 19,90 por apenas dois dos seus medicamentos:

No mesmo dia em lugar do medicamento prescrito pelo médico "Pantoprazol Winthrop, 40 mg - 56 unidades" utente adquire na farmácia "Pantoprazol Ratiopharm MG" por 16,75 euros quando esse mesmo medicamento, em 26 Fev./11, já é gratuito!


Para constactar variações como estas confirme aqui o custo actual dos seus medicamentos e compare-o com o custo na data da aquisição!

A destruição do SNS

  "Quantos anos foram necessários para o conseguir?"

25/02/11

Ordem na casa

O PSD e o PS querem mas os grandes grupos económicos ligados à saúde... estão desejosos!
clique na imagem para aceder ao texto

Assange reage ao pedido de extradição

Julian Assange reagiu a decisão do tribunal britânico de dar provimento ao pedido de extradição para a Suécia onde é procurado para ser interrogado:

 “Porque estou eu em prisão domiciliária quando ainda nem sequer fui acusado por qualquer país? ”. Ler mais...

24/02/11

The nokia ringtone

Gran Vals - Francisco Tárrega

Alguns administradores deviam gerir fábricas de sabonetes

A Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras (Raríssimas) alertou hoje para os atrasos nas atribuições das comparticipações nos medicamentos órfãos, quer através do Infarmed, quer em hospitais públicos, que podem significar “sentença de morte” para aqueles doentes. Ler mais...


Em declarações à Antena 1, o ‘pai’ do Serviço Nacional de Saúde, António Arnaut, afirma que alguns administradores hospitalares não têm sensibilidade para exercerem o cargo e deveriam estar a gerir “fábricas de sabonetes”. O socialista considera que a contenção financeira não deve ser feita à custa dos utentes, sobretudo dos “doentes pobres”.

O superior interesse da criança

Alguém pensou na menina?

22/02/11

Lista de Aposentados Março 2011




Em cumprimento no disposto no artigo 100.º do Decreto-Lei n.º 498/72, de 9 de Dezembro (Estatuto da Aposentação), torna-se pública a lista dos aposentados e reformados a seguir identificados que, a partir do próximo mês de Março, ou desde as datas que se indicam, passam a ser abonados da respectiva pensão pela Caixa Geral de Aposentações...

20/02/11

E enquanto não morrem por falta do transporte...

Manuel Pizarro garante que será encontrada uma fórmula específica para distinguir os doentes que podem continuar a ter o transporte pago e promete analisar os casos concretos de pessoas que precisem e tenham visto recusado esse transporte.

“Será dado razão a quem tenha essa razão, mas não temos informação de que, de forma generalizada, tenha havido recusa de transportes com pessoas que dele necessitam”, afirma. O futuro regulamento vai definir quem tem direito ao transporte, sendo levada em consideração a situação clínica e financeira do utente.


Manuel Pizarro esclarece, contudo, que não será aplicada directamente a fórmula da condição de recursos. “Poderá haver adaptações dessa fórmula a condições concretas, que estão a ser estudadas e que serão equacionadas no âmbito do regulamento que está a ser preparado e negociado com a Liga dos Bombeiros Portugueses”, diz.

A condição de recursos irá definir quais os idosos e desempregados que vão manter a isenção de taxas moderadoras ou os idosos que têm direito a maior comparticipação de medicamentos. Quando será aplicada, não se sabe. Já foi avançada a data de 1 de Janeiro, depois Fevereiro, seguiu-se Março.

“Estamos ainda a ultimar todas as questões para que exista segurança e tranquilidade (?) na entrada em vigor dessas medidas”, explica. Ler mais...

Recomendações ao governo no transporte de doentes...

A oposição aprovou no Parlamento recomendações ao Governo para que suspenda o despacho que condicionou o transporte de doentes não urgentes e foram viabilizados cinco projetos de resolução a defender a revogação do despacho do secretário de Estado da Saúde, Óscar Gaspar, que determinou que o acesso ao transporte pago pelo ministério responda obrigatoriamente a dois requisitos: prescrição clínica e insuficiência económica.

As recomendações ao Governo - sem força de lei - das bancadas da oposição mereceram o voto contra do PS.

A fuga

Desde Dezembro de 2009 até Fevereiro deste ano, 441 médicos de família abandonaram o SNS. A entrada de cerca de 200 novos profissionais e o regresso de médicos aposentados não é suficiente para equilibrar este saldo. 500 mil utentes não têm médico de família. Ler mais...

19/02/11

Milagre

Na 5ª perto da banca rota. E milagrosamente no dia seguinte ficamos a saber que o défice desceu 58% em Janeiro...

Geração "à rasca"

No limite da banca rota

«Estamos claramente no limite de uma crise de grande gravidade», sustentou o político do PSD, acusando o Executivo socialista de ser o responsável pelo «descalabro da dívida» verificada nos últimos anos. Ler mais...

Armando Vara no seu melhor

«O senhor Armando Vara entrou aí como qualquer utente e passou à frente de toda a gente. Entrou no gabinete da médica sem avisar e sem que a médica percebesse que não estava na sua vez. Foi uma situação de abuso absolutamente inconfundível». Ler mais...

Medicamentos a crédito


Os portugueses estão com maiores dificuldades em comprar medicamentos. As farmácias revelaram que muitos utentes optam por adquirir apenas o indispensável e recorrem cada vez mais ao crédito para fazer face à despesa.

Transporte de doentes

Oposição critica alteração de regras de transporte de doentes não urgentes


A oposição exige o fim do despacho que alterou as regras de transporte de doentes não urgentes. Do Bloco ao CDS, todos acusam o executivo de irresponsabilidade, numa medida que consideram economicista e desumana.

18/02/11

Aqui não há truques

Questionado sobre o segredo do sucesso do grupo, Soares dos Santos disse que não é com "seguramente com truques" como faz José Sócrates.

Medicamentos gratuitos após alta hospitalar

Os hospitais integrados no Serviço Nacional de Saúde (SNS) serão obrigados a dispensar medicamentos gratuitamente aos utentes após alta de internamento. O diploma teve origem num projecto de lei do BE que teve esta sexta-feira os votos a favor de BE, PSD, CDS-PP, PCP e PEV e contra do PS.

O diploma prevê que os medicamentos dispensados aos utentes abrangem também os prescritos no momento da alta, relacionados com a patologia que levou ao internamento, e que a quantidade «deve ser suficiente para os primeiros três dias após a alta, incluindo o dia da alta, exceptuando os antibióticos que devem ser dispensados em quantidade suficiente à duração da antibioterapia» Ler mais...

15/02/11

José Sócrates feat. Rihanna - Eu sou o PM (Rui Unas feat. Claudia Semedo) - A Última Ceia

Projecto de Resolução para revogação das medidas de corte nos transportes de doentes não urgentes

As medidas de corte no transporte de doentes implementadas pelo Governo estão a criar situações de extrema gravidade e prejuízos inimagináveis a milhares de Portugueses que se viram, de um momento para o outro, privados do acesso a cuidados de saúde por não terem a capacidade de suportar os custos do respectivo transporte.

Ameaças

CP abre processos disciplinares a maquinistas (?)


A CP vai avançar com processos disciplinares aos maquinistas que não cumpriram os serviços mínimos durante a greve do início do dia de hoje. Os maquinistas voltaram a parar hoje, até às nove da manhã, para contestar os cortes salariais e as privatizações nos transportes.

Quer ir ao hospital?

QUER IR AO HOSPITAL?... PAGUE!!!

As Comissões de Utentes do Litoral Alentejano após analisar o despacho 19264/2010, de 29 de Dezembro, e avaliar a sua implementação no terreno vem alertar a população para o seguinte:

1 - Desde 1 de Janeiro de 2011 todos os utentes não urgentes são obrigados a pagar todas as suas deslocações aos hospitais;

2 - Todos os casos que o INEM não considere emergente ou urgente, mas que ainda assim necessite do transporte em ambulância, terá de ser pago pelo Utente;

3 - Trata-se de mais um roubo que está a ser efectuado, à luz do dia, a toda a População do Litoral Alentejano, principalmente, aos mais carenciados e idosos;

4 - Nesta região com elevado índice de idosos e com distâncias a percorrer bastante grandes esta situação é especialmente gravosa;

5 - Este "corte cego" que o Governo PS/Sócrates quer impôr aplica-se igualmente a todos os Utentes que necessitem deslocar-se para efectuar os tratamentos de fisioterapia, oncologia, etc;

6 - Além de afectar e prejudicar gravemente os Utentes do Litoral Alentejano esta situação cria um enorme "garrote" financeiro aos bombeiros;

7 - Esta situação leva a que as Associações de Bombeiros, além de não prestarem (não poderem prestar) o serviço de transporte de Utentes, poderem pôr em causa e comprometer sériamente as suas responsabilidades em matéria de segurança e protecção civil.

Estamos, novamente, a assistir a uma machadada no Serviço Nacional de Saúde.

Alertamos todos os Utentes e toda a População para se manterem atentos e vigilantes.

APelamos à luta contra estas medidas meramente economicistas e que prejudicam seriamente a saúde pública e a qualidade de vida das Populações.

Apelamos á luta pela manutenção do Serviço Nacional de Saúde público, Universal, Geral e Gratuíto.

Pedem os bombeiros e pedem os doentes


Clique nas imagens

Bombeiros: Federação alerta que socorro pode estar em causa

A Federação dos Bombeiros do Distrito de Beja alerta as populações que socorro pode estar em causa. O despacho do Ministério da Saúde, de 29 de Dezembro de 2010, segundo aquela instituição, restringe o acesso do transporte, aos mais carenciados. A Federação dos Bombeiros do Distrito de Beja emitiu um comunicado onde informa as populações que as determinações emanadas do despacho 19.264 de 29 de Dezembro de 2010, do Ministério da saúde, ao determinar que o direito ao transporte em ambulância, cumpra simultaneamente dois requisitos, justificação médica e insuficiência económica, “restringe o acesso aos mais carenciados e coloca grandes problemas, nomeadamente, financeiros” às corporações.

Domingos Fabela, presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Beja, diz que por “carências económicas, as pessoas não podem pagar os serviços”. Ler mais... 


O menino que já podia brincar...

Governo Civil e empresa Milícia chegam a acordo para pagamento dos blindados

 
Para conhecer o "menino" clique na imagem


O Governo Civil de Lisboa e a empresa Milícia chegaram a acordo para o pagamento dos dois blindados para a PSP que chegaram a Portugal com atraso, foi hoje anunciado.

O Estado português, através do Governo Civil de Lisboa, vai pagar cerca de 331 mil euros - sem IVA - pelas duas viaturas, com a dedução de 5.038 euros "sobre o valor da segunda viatura, pelos três dias de atraso registados", segundo um comunicado oficial.

Os dois blindados, que a empresa Milícia devia ter entregue a tempo da realização da cimeira da NATO em Lisboa, em novembro passado, acabaram por chegar três dias depois do fim do encontro e foram entregues na Unidade Especial da PSP, em Belas, Sintra. Ler mais...

zero de incertezas zero de preocupação

CDS acusa Helena André de nomear 41 "boys". Um dos casos citados é o de um dirigente com um salário mensal de 7.400 euros. Ler mais...

Mas, em Portugal, o que eu mais gosto nas notícias são os comentários. Como este:

esmeralda , Santa Comba Dão | 15/02/11 18:09
Nem acredito que esta senhora já foi sindicalista! Agora estas nomeações e uns estranhos concursos que estão a colocar pessoal que anda com o cartão do PS no ar, em lugares de nomeação política, como o IPJ por exemplo, por tempo indeterminado, só por obra deste PS. Os Governos Civis estão cheios deles e agora querem mais uns quantos. O distrito de Viseu é o melhor exemplo. Será que ninguém dá um murro na mesa?

Quem ganha quando os utentes não suportam o custo dos medicamentos


Perdem as farmácias, mas ganha o Estado, que a partir de Outubro inverteu um movimento de crescimento insustentável da despesa com remédios. Na sexta-feira passada, aliás, a ministra da Saúde anunciou que em Janeiro a despesa do SNS diminuiu pela primeira vez, e sobretudo graças à poupança com medicamentos, que ascendeu a 19 por cento. Questionada sobre se a poupança foi suportada pelos utentes, Ana Jorge respondeu que tal estudo "não está feito". O secretário de Estado da Saúde atribuiu a diminuição a uma série de factores, como a baixa generalizada dos preços (em 6%), a alteração nas comparticipações e a quebra do mercado, mas escusou-se a fornecer mais elementos, alegando que os valores não estão desagregados. Ler mais...

A população saiu à rua

em defesa dum direito: Saúde

Protestos em Grândola e Vila do Conde contra cortes na saúde

O protesto contra o encerramento do centro de saúde de Grândola fez-se com uma marcha lenta até Canal Caveira, local onde o posto de saúde foi já encerrado. A população de Vairão, concelho de Vila do Conde, teme que os doentes desta terra sejam os próximo a sofrer com os cortes na saúde e, por isso, saíram também à rua em protesto.

13/02/11

Substâncias poibidas

As falhas das instituições

Ainda que em moldes mais favoráveis os dirigentes escolares querem suspender avaliação porque consideram o modelo "inadequado, injusto, pouco transparente, burocrático" enquanto na saúde, depois de ter desistido de reclamar da avaliação de 2010 eu (ainda) espero pela resposta da Ministra e dos serviços às reclamações de 2006, 2007, 2008 e 2009...

E embora seja do interesse dos utentes conhecer as falhas dos serviços de modo a contornarem os obstáculos com que se deparam, não vejo divulgada pela comunicação social a tremenda frustração dos trabalhadores avaliados pelo SIADAP3. Porque há que esconder a versão dos que conhecem os verdadeiros "podres" das instituições...


O aumento dos combustíveis e os lucros da Galp

Galp regista lucros de 840 mil €/dia

Os lucros da Galp em 2010 atingiram os 306 milhões de euros, registando um crescimento de 43 por cento relativamente a 2009. São 840 mil euros por dia. A apresentação dos melhores resultados de sempre da petrolífera portuguesa acontece numa altura em que os combustíveis em Portugal estão à beira de atingir os preços recorde de meados de 2008.
clique na imagem

Cortes na comparticipação dos medicamentos

Quebra de 19% nas contas dos medicamentos representa metade da redução de despesa. Parte da factura das farmácias é assumida por utentes.

Em Janeiro, os gastos diminuíram 45,5 milhões de euros, ou seja, menos 1,5 milhões de euros por dia, em relação ao mês homólogo de 2010. A redução global da despesa de 6,6% resulta sobretudo de cortes nos gastos com medicamentos. São menos 26,9 milhões de euros, o que representa uma quebra de 19% em relação aos 141,3 milhões de euros pagos em Janeiro de 2010.

Uma menor participação do Estado no custo dos medicamentos tem por consequência um agravamento da parte da factura da farmácia assumida pelos utentes. Ler mais...

Hoje demos um mau exemplo

12/02/11

Vencedora do World Press Photo


A fotografia, que fez a capa da revista Time a 01 de agosto de 2010, revela uma jovem afegã de 18 anos, Bibi Aisha, a quem o marido cortou o nariz e as orelhas por ela ter voltado para a família acusando-o de maus tratos. Bibi Aisha acabou por ser abandonada, mas foi resgatada do Afeganistão por militares norte-americanos e integrada no refúgio para mulheres em Cabul, onde foi fotografada por Jodi Bieber.

Actualmente Bibi Aisha vive nos Estados Unidos, onde se submeteu a uma cirurgia de reconstrução facial.

Quanto custa uma prótese dentária?

Depois de ver um recibo em que um cidadão pagou 425 euros por um serviço onde o vizinho pagou 800, deixo a questão: "O que difere além do laboratório?"

clique na imagem para comparar com os preços da 

Grupos privados de saúde

O ano é de crise? Sim. Os hospitais privados sentiram-na? Não. Dois dos maiores grupos privados de saúde - Espírito Santo Saúde (ESS) e Hospitais Privados de Portugal (HPP) - facturaram 343 milhões de euros nos primeiros dez meses de 2010

Quantas vezes um utente é submetido a determinada intervenção, onde é gasto o material x+y, sendo-lhe debitado na conta a pagar o material x+y+z, fora a mão-de-obra. O infeliz do utente como não sabe o que foi gasto, nem o que é o x o y ou o z, paga e cala-se. Isto é uma das muitas coisas que me faz repudiar os hospitais particulares. Desprezo-os profundamente. Para mim os gestores dos hospitais particulares são comerciantes de saúde, que só vêem o lucro e a melhor forma de explorar utentes, funcionários e Estado.

Hospitais privados

"desligue as sirenes e entre pelas traseiras..."

Quantas vezes terá ido a viatura de emergência (vmer) assistir doentes internados em hospitais particulares, que se encontravam em estado grave? Os doentes vão descompensando dia após dia, não se tomam as medidas adequadas, porque não há condições, nem saber e o que interessa são internamentos prolongados para manter as taxas de ocupação e depois… e depois é chamada a vmer. E ainda se tem a lata de pedir para desligar as sirenes e entrar pelas traseiras… Para não dar mau aspecto.. Parece mal aqueles tolinhos de fluorescente andarem a correr para o hospital particular, para ir a um internamento tentar salvar uma vida.

11/02/11

A teoria do afluxo de doentes excessivo

Ou o sonho dos doentes não incomodarem as instituições...
Ler mais!

Receitas falsas

Em seis meses, uma rede de médicos e farmacêuticos lesou o Serviço Nacional de Saúde em 1,2 milhões de euros. Remédios comparticipados a 100% e com um valor próximo dos 200 euros por unidade eram prescritos em grande quantidade pelos mesmos médicos e vendidos pelas mesmas farmácias. Ler mais...

O caso do paciente morto em consequência da gripe suína

O paciente, de 49 anos, morreu no dia 16 de setembro de 2009, 10 dias após ter procurado um posto de saúde da cidade. Ele se queixava de dores de cabeça, no peito e nas articulações, dificuldades respiratórias e sangramento, sintomas associados à doença.

E as consequências do não atendimento da vítima em hospitais públicos da cidade:

O defensor entrou com uma ação indenizatória contra o Estado e o município de Taubaté, condenando-os a pagar R$ 40 mil com juros e correção monetária como reembolso pelas despesas que família teve com um hospital privado. Também foi pedida uma indenização por danos morais em torno de 100 salários mínimos para a viúva e filhos da vítima. Ler mais...

Uninstalling dictator COMPLETE

Clique na imagem
O povo do Egito mostrou ao mundo que o ativismo da juventude pode mudar tudo. 18 dias terminaram com 30 anos de opressão. Parabéns!

A consciência do ministro

Conclusões

1ª - Foi um azar!
2ª - e os culpados são (por esta ordem):

  • Um director geral que tem ideias próprias e actua em roda livre
  • A comunicação social porque alarmaram as pessoas e
  • Um grupo de eleitores nervosos que desataram a querer saber o seu número de eleitor no dia de eleições

10/02/11

Seis moções de censura fazem de Socrates o campeão

Moção do BE será segunda a Sócrates em minoria e sexta desde 2005

1ª moção de censura desta legislatura ao Governo minoritário liderado por Sócrates foi apresentada pelo PCP, mas foi rejeitada a 21 de Maio do ano passado com votos contra do PS, as abstenções do PSD e CDS e os votos favoráveis dos comunistas, do Bloco de Esquerda e "Os Verdes".

Para ser aprovada, uma moção de censura exige a aprovação da maioria absoluta dos deputados em efectividade de funções (116) e implica a queda do Governo. Ou seja, para que a moção de censura do BE seja aprovada terá de contar, pelo menos, com os votos favoráveis das bancadas do PSD e do CDS.

A primeira moção de censura a um Governo dirigido por José Sócrates tinha sido apresentada pelo Bloco de Esquerda em 2008, ainda na anterior legislatura, e visava a decisão do primeiro-ministro de ratificar o Tratado de Lisboa apenas por via parlamentar e não por referendo.

Quatro meses depois, as alterações propostas pelo executivo de José Sócrates ao Código de Trabalho levaram à apresentação da 2ª moção de censura contra o Governo, desta feita por iniciativa do PCP.

Menos de um mês depois, a 06 de Junho, o executivo enfrentou nova moção de censura, agora apresentada pelo CDS-PP para mostrar "os fracassos" do Governo, que acusaram de ser de "ineficiente e incompetente", em áreas como a segurança interna, a economia, a fiscalidade, a educação e saúde e os apoios sociais.

Em Junho do ano seguinte, na noite eleitoral de 07 de Junho de 2009, o CDS-PP reincidiu, apresentando a quarta moção de censura ao Governo na anterior legislatura - tratava-se, como justificou então o líder do CDS-PP de "dar voz" à censura que, no entender de Paulo Portas, tinha sido expressa nas urnas nas eleições europeias.

Em 35 anos de democracia, a moção de censura já foi apresentada 19 vezes - a 20.ª será a hoje anunciada pelo BE - e só derrubou um Governo, em 1987, chefiado por Cavaco Silva. Aconteceu a 03 de Abril de 1987, o primeiro-ministro era Cavaco Silva, que chefiava um governo de minoria, e a moção foi apresentada pelo PRD, mais tarde liderado pelo ex-Presidente da República Ramalho Eanes. Nas eleições antecipadas, convocadas pelo então Presidente Mário Soares, Cavaco Silva conseguiu para o PSD a primeira de duas maiorias absolutas, governando até 1995. Um outro executivo, este liderado por Carlos da Mota Pinto, caiu, a 11 de Junho de 1979, mas devido à ameaça da apresentação de duas moções de censura - do PS e do PCP. Com a aprovação das moções garantida, Mota Pinto demitiu-se na véspera. Aqui!

E esses 10 milhões de portugueses já pagaram caro. Exageradamente caro...

09/02/11

Egito - The time is over


Desde ontem que a oposição aumenta a pressão nas ruas contra o governo, depois de afixar na praça Tahrir as fotografias das quase 300 vítimas dos protestos das últimas semanas.

“Eu estou preparado para morrer como um mártir para expulsar este regime injusto, tão injusto como a comunidade internacional que apoiou o regime do Mubarak”.

08/02/11

Assaltos e tentativas


Bombeiros - marcha de protesto




Os Bombeiros de Viseu fizeram uma marcha de protesto contra o despacho que regula o transporte de doentes não urgentes. A Federação Distrital de bombeiros considera que o documento é... desleal e insensível.

Casos reais e dificuldades no transportes dos doentes


Novas regras do transporte de doentes estão a ser contestadas. Estas novas regras de doentes fazem com que muitos utentes se queixem da perda de um direito que consideravam justo. Os serviços de saúde passaram a aplicar o principio de que quem prescreve o tratamento, deve pagar.

Doentes falsos

Associação Nacional de Farmácias atribui fraudes à desorganização do SNS



A Associação de Farmácias considera que a fraude no setor se deve à desorganização no Sistema Nacional de Saúde. A associação entregou à Judiciária mais de 20 receitas que considera suspeitas por estarem em nome de doentes que não existem.

Auditoria ao programa de intervenção oftalmologica

"A imprudência"

O Tribunal de Contas acusa o Ministério da Saúde de "imprudência na gestão de dinheiros públicos", no âmbito do programa contra as listas de espera em oftalmologia. A "imprudência" estará no acto de ter sido permitido que os hospitais cobrassem 3 milhões e 900 mil euros a mais no programa.

A troca de medicamentos na farmácia

O Governo mostra-se muito surpreendido com os vetos presidenciais de hoje e avisa, desde já, que vai insistir nos diplomas que Cavaco Silva não aceitou promulgar. Em silêncio está a Associação Nacional de Farmácias, a grande defensora da prescrição por DCI e sobretudo da possibilidade do medicamento de marca receitado pelo médico poder ser substituído por outro na farmácia. O veto adia essa possibilidade mas não resolve um outro grande problema do doente:

"qual será o preço dos meus medicamentos no próximo mês?"

clique na imagem para descobrir o preço actual

A solução passa por aqui!

O beijo de Obama

Às escondidas Comissão Nacional de Proteção de Dados um político portugues promoveu o "acordo bilateral com os Estados Unidos sobre transferência de dados biométricos". Entretanto de visita a Portugal

Com amigos destes quem precisa de inimigos?


Clique nos links para confirmar o porque do título e da imagem apresentados

Lista de Aposentados de Março 2011

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA

Caixa Geral de Aposentações, I. P.


Em cumprimento no disposto no artigo 100.º do Decreto-Lei n.º 498/72, de 9 de Dezembro (Estatuto da Aposentação), torna-se pública a lista dos aposentados e reformados a seguir identificados que, a partir do próximo mês de Março, ou desde as datas que se indicam, passam a ser abonados da respectiva pensão pela Caixa Geral de Aposentações

Menos 70

70 médicos vão deixar o Serviço Nacional de Saúde (SNS) em Março: 36 médicos de família e 34 médicos hospitalares. Mais, no mínimo, 54.000 utentes sem médico de família a juntar aos 1.479.000 conhecidos e mais um recuo no tempo de resposta em consultas externas hospitalares e em cirurgias. Ler mais...

clique na imagem

07/02/11

Farmacêuticos vão poder trocar remédios sem autorização médica

O secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alertou que os farmacêuticos vão poder substituir medicamentos mesmo quando o médico não autoriza a troca na receita electrónica.

clique na imagem

«Neste momento, o médico prescreve e o farmacêutico vende aquilo que lhe der jeito em função dos bónus e promoções e isso é um problema gravíssimo do ponto de vista de saúde pública e é um problema político muito interessante». Ler mais...

Preços iguais para medicamentos com mesmo princípio activo


A Ordem dos Médicos rejeita a prescrição por Denominação Comum Internacional por estar em causa «a defesa da qualidade da medicina e dos doentes» e propõe uma uniformização dos preços de todos os medicamentos com o mesmo princípio activo.

se o custo é a única razão para a troca de marcas, a Ordem «propõe que o Governo defina o preço de todas as marcas com o mesmo princípio activo pelo mesmo valor, o mais baixo de todos, e deixa de haver justificação para uma troca de marcas que pode ser prejudicial aos doentes e impede a estabilização clínica dos doentes».

«É uma questão de preço? Marque-se o mesmo valor para todas as marcas do mesmo princípio activo. E propomos que esse valor seja reduzido no imediato em dez por cento, porque há margem para isso. O que significa que ao erário público e aos cidadãos seriam poupados 40 milhões de euros já em 2011» Ler mais...

Ricos vivem mais dez anos do que pobres

Um doente numa aldeia do Alentejo está mais longe de um hospital do que alguém a viver no centro de Lisboa. Porém, as grandes desigualdades na saúde têm mais a ver com a classe social a que se pertence do que ao local geográfico onde se vive, revela a investigação do sociólogo Ricardo Antunes. O estudo encontrou diferenças de longevidade de mais de dez anos entre os mais ricos e escolarizados e os mais pobres e com menos instrução. Ler mais...

05/02/11

Freedom Loading


Custos da hemodiálise

O Ministério chega a acordo para reduzir factura do Estado em 15 milhões de euros. O documento estabelece uma redução de 2% do preço às entidades convencionadas de hemodiálise, que agora está fixado em 537,25 euros por doente e semana.


A redução do valor não é tão elevada como os seis por cento que o Ministério da Saúde pretendia quando iniciou as negociações com a associação do setor – ANADIAL – no ano passado. Mas depois de a associação ter rompido as negociações e ameaçado não receber mais doentes, a situação chegou a um impasse. O secretário de Estado da Saúde, Óscar Gaspar, disse à Lusa que a poupança de 15 milhões de euros permitida com este acordo era o objetivo que o Ministério da Saúde pretendia atingir, apesar de em moldes diferentes.

Com a redução o SNS estima poupar seis milhões de euros, a que acrescem nove milhões de poupança nas transfusões de sangue e na manutenção dos acessos vasculares para permitir a diálise, que passam a ser assegurados pelos centros convencionados. Ler mais... 

Lisboa to Cairo

Convertendo distância em tempo, quanto nos falta?
Egito: tudo começou com uma jovem muçulmana

Quando o medo impede que bilhões manifestem seu descontentamento... quando a voz de bilhões está presa na garganta... alguém tem de mostrar a cara, dar o primeiro passo e o primeiro grito.

No Egito, a primeira cara, e primeiro passo e o primeiro grito foram dados por uma mocinha muçulmana, de fala mansa mas decidida, de voz doce mas firme, de rosto suave e vontade de aço.

Foi ela que chamou a multidão às ruas. Foi ela que, dias antes do histórico 25 de janeiro, foi à Praça da Liberdade, no Cairo, para protestar contra a corrupção, a pobreza, a falta de respeito com que o governo trata a população egípcia -- e que já levara quatro jovens egípcios a atear fogo ao corpo, como na Tunísia. Um desses jovens morreu. Nesse dia, a mocinha postou um aviso na sua página do Facebook: iria à praça depois do trabalho e atearia fogo ao corpo se nada fosse feito para mudar aquele estado de coisas.

Três garotos juntaram-se a ela. Com um cartaz de protesto nas mãos, ela começou a gritar, o mais alto que podia, por que decidira queimar a si mesma até a morte: para lutar pela dignidade do povo egípcio. Dezenas de pessoas a cercaram e logo a polícia chegou, impedindo-a de agir.

A mocinha então fez um vídeo caseiro e o postou no You Tube, convocando aqueles capazes de mostrar a indignação, aqueles que não tinham vergonha, aqueles que ainda tinham honra, a juntar-se a ela no dia 25 de janeiro de 2011 na Praça da Liberdade para protestar contra a ditadura de Mubarak.

O nome dela é Asmaa Mahfouz, 26 anos. Egípcia. Árabe. Universal. Salám Aláikum, Asmaa!

Protecção em caso de mudança de local de trabalho


clique na imagem

As vítimas do Socialismo

Tudo o que as vítimas do Socialismo podem ter deve caber dentro de um saco de viagem. Para poderem partir sempre que quiserem para onde haja um lugar onde os tratem bem. Ler mais...

Você será linchado hoje

`You Will Be Lynched Today,' Says Egyptian Policeman:
First-Person Account

clique na imagem

04/02/11

Para ser escravo é preciso estudar

Alterações no IRS e identificação fiscal à força

Os bebés e crianças vão ser obrigados a ter número de contribuinte. Caso contrário, não será possível deduzir as despesas no IRS.

Ainda há portugueses com médico?

mais seis mil utentes sem médico de família
Quase 6 mil utentes do centro de Saúde do Carvalhido, no Porto, estão sem médico de família. Quem quer uma consulta tem de enfrentar filas longas, depois de acordar bem cedo para conseguir lugar no atendimento de recurso. A situação foi desencadeada pela aposentação de três médicos.

Eliminar a oposição

Dava muito jeito. E a polémica começou com uma entrevista de Jorge Lacão em que admitiu a redução do número de deputados. Entretanto depois de uma entrevista, de um artigo de opinião, de uma troca de cartas com Miguel Macedo e de uma enorme polémica dentro do PS, o ministro Jorge Lacão acabou por ficar sem palavras. Manobra? Ler mais...
clique na imagem
Aquela verruga até me estraga a página...

Advogado terminando namoro

Prezada Cristina de Albuquerque Pereira Lima da Silva e Souza!

Face aos acontecimentos referentes ao nosso relacionamento, venho por meio desta, na qualidade de homem que sou (apesar de VSa. não me deixar demonstrar, uma vez que não me foi permitido devassar a vossa lascívia) retratar-me formalmente de todos os termos até então dirigidos à sua pessoa, o que faço com supedâneo no que se segue:

A) DA INICIAL MÁ-FÉ DE VOSSA SENHORIA:
1.1. CONSIDERANDO que nos conhecemos numa festa, e que, ainda antes de perguntar o seu nome, me foi permitido beijá-la;
1.2. CONSIDERANDO o seu olhar lascivo enquanto dançava na pista, esperando que eu me aproximasse;
1.3. CONSIDERANDO que, com os beijos calorosos que trocámos naquela noite, V. Sa. me induziu a crer que em breve estaríamos explorando os nossos corpos em incessante e incansável atividade sexual;

B) DOS PREJUÍZOS EXPERIMENTADOS:
2.1. CONSIDERANDO que fomos ao cinema e fui eu que paguei as entradas, já para não falar no jantar após o filme;
2.2. CONSIDERANDO que já levei Vossa Senhoria às discotecas mais badaladas e caras, sendo certo que fui eu, de igual sorte, quem suportou os gastos;
2.3. CONSIDERANDO que até à praia já fomos juntos, sem que Vossa Senhoria gastasse um cêntimo sequer, e que se recusou a vestir o biquíni alegando que estava muito vento;

C) DAS RAZÕES DE SER DO PRESENTE:
3.1. CONSIDERANDO QUE, até à presente data, após o longo prazo de duas semanas, Vossa Senhoria não me permitiu tocar nas suas partes íntimas;
3.2. CONSIDERANDO QUE, em última análise, Vossa Senhoria ainda não me deixa sequer encostar a mão na sua cintura com a alegaçãozinha barata de que sente cócegas;

D) DECIDO, SOBRE O NOSSO RELACIONAMENTO, O SEGUINTE:
4.1. Vá até à mulher de vida airada que por acaso também é sua progenitora, pois eu já não sou mais um ser humano do sexo masculino que usa calções, e a atividade sexual não é para mim um lazer, mas sim uma necessidade premente.
4.2. Não me venha com "colóquios flácidos para acalentar bovinos" (conversa mole pra boi dormir) de que pensava que eu era diferente.
4.3. Saiba que vou processá-la por me iludir, aparentando ser a mulher dos meus sonhos, e, na verdade, só me fez perder tempo, dinheiro e jogar elogios fora, além de me abalar emocionalmente. Sinceramente, sem mais de momento, fique com o meu cordial 'vá levar bem no meio do orifício rugoso localizado na região ínfero-lombar de sua anatomia' que este relacionamento já inflou o volume da minha bolsa escrotal! (encheu o meu saco)!

Dou assim por encerrado o nosso relacionamento, nada mais subsistindo entre nós, salvo o dever de indemnização pelos prejuízos causados.

Egito: a fortuna de Mubarak

A fortuna acumulada por Hosni Mubarak, Presidente do Egito desde 1981, rondará os 45 mil milhões de euros, valor que corresponde ao intervalo de 50-70 mil milhões de dólares estimados por fontes da ABC News. Ler mais...
clique na imagem

A mente humana em pleno século XXI

Cinco anos depois, rejeitado e com um sentimento de "perdido por cem perdido por mil", um homem confessa ter matado outro para mostrar à sua cúmplice que:

"se não és minha, não serás de mais ninguém!"
Se a moda pega…

03/02/11

O saltimbanco da dívida

Em vez de andar pelo mundo a estender a mão, Sócrates devia andar por Portugal a ver a utilidade de cada umas das 14 mil instituições que recebem dinheiro do Estado. Mas, claro, fazer o trabalho de casa não é uma tarefa à altura do nosso sexy primeiro-ministro. Ler mais...

A História da Escravidão

"Nós só podemos ser mantidos numa jaula que não enxergamos."
clique na imagem para aceder ao vídeo

Uma breve história da escravidão humana - incluindo a sua própria.

02/02/11

O Internet Explorer e a segurança dos utilizadores

Um defeito encontrado no Internet Explorer, o browser da Microsoft, está a comprometer a segurança de milhões de pessoas. As vulnerabilidades afectam todas as versões do sistema operativo Windows dos estimados 900 milhões utilizadores em todo o mundo. Ler mais...

As eternas dívidas hospitalares

A dívida global dos hospitais do SNS aos laboratórios registou um agravamento de 44,2 por cento durante o ano passado: em Janeiro de 2010 era de 669,6 milhões e os dados agora divulgados pela Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica indicam que o montante em dívida totalizava os 965,4 milhões de euros no final de Dezembro. Os hospitais só liquidaram 94,3 milhões de dívidas à indústria, isto apesar de ter sido anunciado pelo Ministério um reforço extra de 325 milhões em Dezembro para pagar facturas em atraso aos subsistemas e aos fornecedores. Ler mais...

Obstáculo de acesso ao Serviço Nacional de Saúde

Segundo o BE, as taxas moderadoras apenas existem para servir de obstáculo no acesso ao Serviço Nacional de Saúde, já que funciona como um duplo pagamento ao utente que financia o SNS através dos impostos. Ler mais...


E agora adivinhe quem não quer acabar com elas!



PS, PSD e CDS

A liberdade de expressão e a transparência

WikiLeaks foi “dos maiores contributos para a liberdade de expressão e a transparência” e é uma “candidata natural ao Nobel da Paz”

A iniciativa partiu do deputado norueguês Snorre Valen, socialista, que defendeu o contributo desta organização que integra um “site” especializado na publicação de informações confidenciais para a transparência no mundo e escreveu no seu blogue: “Liu Xiaobo recebeu o Nobel da Paz no ano passado pelo seu combate a favor dos direitos humanos, da democracia e da liberdade de expressão na China”. E adiantou: “Da mesma forma, a WikiLeaks contribuiu para a promoção desses mesmos valores a nível mundial ao destacar, entre outras coisas, a corrupção, os crimes de guerra e a tortura”. Ler mais...